domingo, 15 de fevereiro de 2009

Tomar decisões !!!

A LÓGICA CONTRA A EMOÇÃO

" ... como é que nós decidimos ? Num livro recente ( How we decide ), o neurocientista Jonah Lehrer explica por que fazemos tudo ao contrário. São as decisões simples que pedem um pensamento racional, enquanto as decisões complicadas ( por exemplo, comprar uma casa, deixar o marido ) exigem um certo talento para o instinto. O importante é perceber quando se deve ser emocional e racional. Tenho um amigo meu que usa a seguinte técnica em momentos de apuro: quando não tem certezas óbvias sobre o que tem de decidir, decide logo para eliminar o problema.
Durante séculos, filósofos e cientistas presumiram a racionalidade das nossas decisões. Todo o ser humano ponderaria a probabilidade de custos e benefícios; uma má decisão seria uma decisão menos informada e mais emocional. Na verdade, isto está errado. Neurocientistas, psicólogos, economistas comportamentais, demonstraram que as nossas melhores decisões podem depender apenas de emoções, hormonas e hábitos. E as fraquezas podem ser forças. "

Excerto da opinião de Pedro Lomba ( jurista ), retirado do jornal "Diário de Notícias"


Nem de propósito, na sexta-feira cheguei a casa com uma neura daquelas, sempre a remoer que estava na altura de mudar muita coisa na minha vida desportiva !
N stresses, e o Ironman já no próximo ano ... ;(
Bem, ao ler o artigo de opinião do Pedro Lomba, só pensava «Sim senhor, tirou-me as palavras da boca ! Não podia concordar mais em como muitas vezes as melhores decisões são tomadas sob influência de emoções e hormonas» !
Ora, nada melhor do que durante esta semana que se avizinha, no auge do meu período de desequilíbrio hormonal, no apogeu da minha síndrome pré-menstrual, com as ditas hormonas e emoções à flor da pele ! ;)
Tomar decisões nem sempre é fácil !
O receio, a dúvida, a incerteza originam impasses na nossa vida ... não recuamos, mas também não avançamos, enfim, estagnamos !
Todavia, o tempo e os sonhos ou desafios que queremos concretizar, não compactuam com faltas de iniciativa ... os dias e os meses vão passando ao mesmo ritmo, sem qualquer mudança !
Não arriscar, não enfrentar os medos e deixar arrastar situações que necessitam de ser modificadas não me parece que seja viver, é antes sobreviver !
E pronto, tenho dito !!! Há que mudar !!!

1 comentário:

K disse...

Já mudaste?
Concordo inteiramente... saio-me sempre melhor nas decisões mais emocionais... quanto mais penso, pior decido :)
Força!